Descubra 7 aspectos do Branding

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Olá, tudo bem? Como vai a sua linda sexta-feira, véspera de fim de semana? Eu gostaria de aproveitar este dia, tão adorado por muitos, para falar um pouco sobre o Branding, um trabalho que vai além da composição de um novo logo ou slogan. Se você deseja descobrir quais são as outras finalidades do Branding e como ele pode lhe ser útil, fique comigo até o final deste texto.

Aspectos do branding
Descubra 7 aspectos do Branding

Antes de começarmos, vamos falar um pouquinho sobre gestão estratégia da marca, que tem como objetivo alinhar os objetivos estratégicos da empresa, como metas comerciais e estratégias de marketing, além de criar uma personalidade para a marca. Outro detalhe: qualquer empresa é suscetível a oscilações de mercados e falhas de comunicação.

Com essas informações em mente vamos ao Branding. O Branding é uma metodologia de gestão, que funciona através de um processo de estruturação estratégica baseada na marca e no que ela representa, ou seja, como ela espera fazer a diferença no mercado em que está inserida, na comunidade, na sociedade e, até, no mundo.

No modelo de gestão do Branding, a marca é o principal ativo da empresa, cujo o objetivo da gestão é gerar mais valor e melhores negócios, de maneira sustentável e duradoura. No post de hoje, eu vou listar 7 fatores do branding que vão te ajudar a entender onde a marca está hoje, aonde você quer chegar e como se posicionar perante a sua concorrência.

Então, vamos aos 7 mandamentos do Branding.

Diagnóstico para o branding
Fazer o diagnóstico da marca

1. Fazer o diagnóstico da marca

O diagnóstico consiste em analisar e pesquisar o histórico da marca e da empresa, isso incluí estudar o mercado em que está inserida e entender o seu funcionamento, como ele é influenciado por ela e como ela o influência? É importantíssimo que você entenda como a sua empresa se comporta no mercado, assim você definirá a personalidade da marca. A partir daí é possível definir estratégias de atuação voltada para o marketing, comunicação ou design.

2. Definir o propósito da marca

Se a marca existe no mercado você precisa saber para qual propósito e de que maneira ela contribuí para a sociedade. Entender o contexto do seu mercado de atuação, quais são as potencialidades e como elas podem ser exploradas junto ao seu público-alvo também é importante. Uma identidade é desenvolvida a partir de pontos fortes como a definição clara de quais valores são importantes, do que não se pode abrir mão e de como se deve agir.

3. Alinhar a estratégia da empresa com o propósito da marca

Estratégia e propósito precisam andar de mãos dadas, esse é um dos papéis do branding, alinhar as decisões da marca, evitar gaps na gestão, focar na criação e no valor, enfatizando o relacionamento com os seus stakeholders de forma duradoura. A sintonia entre equipe, empresa e marca é indispensável para atingir o público-alvo.

Linguagem do branding consistente
Linguagem consistente

4. Linguagem consistente

No item acima eu mencione os stakeholders, mas você sabe quem são eles? Não. Stakeholders são as pessoas que interagem com a marca, são colaboradores, parceiros, fornecedores, formadores de opinião, comunidade, sociedade, consumidores e por aí vai. Todos os envolvidos têm necessidades e motivações diferentes, todos têm valor e eles precisam entender o valor da marca com a qual estão interagindo. Esse passo tem que estar alinhado para que a comunicação seja uniforme.

5. Criar a plataforma da marca

Definir e construir a plataforma da marca incluí naming, que além do nome da marca também contém a linha de produtos; definição da identidade e personalidade e arquétipos da marca, passando pelo brandbook; posicionamento; fazer um projeção do perfil do seu público-alvo e como ele percebe (brand sense); etc. Resumindo, a plataforma é um documento que explica detalhadamente a essência da marca e como ela representa a empresa.

6. Ações de marketing e comunicação

Conexões reais e duradouras com os stakeholders são imprescindíveis se o principal ativo de uma empresa é a sua marca, essa manobra acaba gerando mais valor, mais e melhores negócios também. As estratégias de marketing e ações de comunicação só têm relevância se a propagação da marca ganhar importância máxima na divulgação, resultando em um retorno gerando à empresa.

Desing de branding
O bom uso do design

7. O bom uso do design

O design é utilizado para criar a identidade visual da marca, algo essencial no elo entre cliente e produto. É uma tradução de forma agradável e eficiente de todo o conceito criado para definir a essência da marca, contextualizando-a dentro do modelo projetado pelo branding.

Espero ter esclarecido um pouco a definição de Branding, de como ele vai muito além de uma imagem e uma frase, também espero que os aspectos citados no texto te ajudem a marcar presença no mercado. Abraços, bom fim de semana e até a próxima.

Fonte: Adnews

[et_bloom_inline optin_id=”optin_144″]

Escrito por
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Inscreva-se em nosso blog para receber nossos conteúdos por email

Guias

Inscreva-se em nosso blog para receber nossos conteúdos por email

como vender mais com o funil de vendas

Mais do meio

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail e participe da comunidade da Leadlovers

Leadlovers Tecnologia
CNPJ: 22.799.684/0001-76
Rua do Semeador, 461 | CIC • Curitiba|PR • 81270-050
© 2015 – 2022 leadlovers